OUTRA VEZ, ERA UMA VEZ...

Conta a história do conflito de um Poeta que não consegue encontrar um final para sua história. Seus Personagens resolvem então sair do livro para ajudá-lo a encontrar a poesia perdida no passado da sua infância. Através de músicas e brincadeiras, o Poeta e seus personagens vivem juntos uma divertida viagem repleta de imaginação e poesia. Escrito por André Filho, traz a cena o diálogo entre diferentes universos em busca da imaginação e da poesia perdidas em cada um de nós. As personagens ganham vida na imaginação do Poeta (personagem principal) e carregam em si um pouco da alma dos artistas brincantes, das nossas crianças. Os elementos se revelam e vão aos poucos compondo as cenas, as imagens sugeridas pelo texto. A tênue linha do tempo que permeia toda a encenação separando o passado do presente, o imaginário do real, é conduzida pela música que funciona como uma "batuta de maestro" impulsionando e regendo todas as imagens que o texto propõe. Os universos distintos dos personagens do Pássaro e do Peixe são apresentados na encenação através do recurso de bonecos, dando lugar à fábula através da linguagem da forma e do movimento. Outra Vez, Era Uma Vez... fala sobre lições de partir e de voltar, de vida e de morte, de cinza e de colorido. Tudo no espetáculo converge para a pluralidade de elementos. A diversidade de sons, das cores, das amplas possibilidades de respeitarmos a criança que nos assiste e de levarmos conosco a criança que existe dentro de cada um de nós.